Que tal acalmar a mente com um simples exercício?

No livro O sentimento é o segredo, Neville Goddard propõe a prática de um exercício simples para acalmar a mente, de modo a irmos modificando nossa percepção do mundo. Esse exercício consiste em três passos: a auto-observação, a definição de objetivos e o desprendimento.

Auto-observação

Para praticar a auto-observação, procure perceber o seu estado interior. Que pensamentos você tem com frequência? Com que sentimentos você se identifica?

Talvez você se considere uma pessoa bondosa e amorosa, generosa e tolerante, indulgente e nobre, mas ao fazer uma observação racional de suas reações à vida se deparará com um EU totalmente diferente. E é este EU que você deve aceitar. Não se critique. Apenas se observe imparcialmente.

Definição de objetivos

Depois de descobrir, por meio da auto-observação, esse EU que precisa ser mudado, é a hora da definição de objetivos.

Formule um objetivo, definindo o que você gostaria de ser em vez do que você realmente é, e a partir desse objetivo observe cada uma de suas reações às situações cotidianas.

Todos vivemos em um estado definido de consciência. Por isso, ao escolher um objetivo, você estará automaticamente definindo um estado de consciência, partindo de suas reações à vida. Se um boato ou uma observação descuidada, por exemplo, causa uma reação em uma pessoa ansiosa e nenhuma reação em outra, essa é uma prova positiva de que tais pessoas vivem em estados de consciência diferentes.

Se você definir como objetivo, por exemplo, ser alguém nobre, generoso, seguro e gentil, poderá facilmente dizer se está sendo fiel ao seu objetivo simplesmente observando suas reações aos acontecimentos da vida – se suas reações estão em conformidade com o seu objetivo, é sinal de que você está sendo fiel a ele, mas se suas reações não estão em harmonia com ele, é sinal de que você apenas pensa nele. Assuma que você é o ser adorável que quer ser e observe suas reações ao longo do dia. Elas lhe dirão em que estado você está agindo.

Desprendimento

Após descobrir que tudo é um estado de consciência e definir o estado particular que você quer tornar visível, comece a ingressar neste estado, movendo-se psicologicamente de onde está agora para onde quer estar no futuro próximo.

Pratique o desapego abandonando suas reações atuais e se una ao seu novo objetivo de vida. No começo você pode achar que não conseguirá se separar de seus estados interiores indesejáveis, já que se acostumou a encarar cada estado de alma e cada reação sua como natural e a se identificar com elas. Isso é normal. Quando ainda não sabemos que nossas reações são apenas estados de consciência dos quais podemos nos separar, enfrentamos os mesmos problemas e não os vemos como estados interiores, mas como situações exteriores.

Resultado da prática

Pratique cotidianamente o exercício de se separar de seus humores e pensamentos negativos em meio a todos os problemas da vida.

Desapegar-se dos estados negativos e assumir a realização de seu desejo deve ser uma prática constante, independentemente das bênçãos ou maldições da vida, pois o caminho da verdadeira transformação está no meio de tudo o que acontece na vida. Assim você se tornará praticante da verdade em vez de mero espectador na vida.

Lembre-se: é seu estado de consciência que atrai os acontecimentos da sua vida.

Se este texto fez sentido para você, deixe um comentário e se inscreva para receber todas as atualizações deste blog.

Publicado por Sol Antônia

Sol escritora de romances, língua portuguesa e livros de autoajuda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: