Como perdi dez quilos em menos de vinte dias

Sim, existe. É a dieta do HCG. Com ela, eu eliminei dez quilos em menos de vinte dias. O HCG, sigla em inglês para gonadotrofina ciriônica humana, conhecido como hormônio da gravidez, é produzido pela placenta durante a gestação. O que emagrece nessa dieta não é o HCG em si, mas a dieta restritiva à qual a pessoa se submete. O HCG inibe a fome e ajuda o corpo a queimar reserva de gordura para sobreviver.

Por que eu optei por um tratamento tão radical?

Eu optei por esse tratamento quando cheguei a pesar 74 quilos em um corpo de 1,58 metro de altura. Estava acima do peso e minhas roupas já não cabiam em mim.

Por mais que cuidasse da alimentação e fizesse caminhada regularmente, tinha dificuldade de perder peso, além de pouca disposição para as atividades do dia a dia. Eu já havia emagrecido anos antes fazendo uma série de exercícios de intensidade, mas voltei a engordar seis meses depois que parei os exercícios. Além disso, minha imunidade estava baixa e toda vez que eu recomeçava os exercícios de intensidade, ficava gripada e fraca.

Então fui atrás de uma alternativa que me proporcionasse perder peso e ter mais disposição para me exercitar. Como a dieta do HCG prometia a perda de peso sem a necessidade de fazer atividade física, eu resolvi testar.

E agora compartilho os resultados que obtive em pouco tempo. Não estou recomendando a dieta, apenas expondo a minha experiência com ela.

Em que consiste a dieta do HCG?

A dieta do HCG consiste em consumir apenas 500 calorias por dia e usar o hormônio gonadotrofina coriônica humana, que pode ser manipulado na forma de pílula ou solução de uso sublingual, não havendo necessidade de injeção.

O HCG é produzido naturalmente durante a gravidez e serve para movimentar as reservas de gordura da mãe para alimentar o bebê. Ele é produzido pela placenta durante o período da gestação. Sua função é criar um ambiente favorável ao desenvolvimento do feto.

Na dieta do HGC, o hormônio simula uma gestação e faz o organismo buscar energia até nos lugares mais difíceis, atingindo assim a gordura localizada. O hormônio ajuda a inibir a fome e a estimular a queima de gordura. A vantagem da dieta do HCG é que a pessoa só perde gordura, tendo a massa magra preservada.

Como eu consegui o hormônio?

Eu comprei o HCG manipulado em forma líquida sublingual em uma farmácia de manipulação pela internet. O vidro de 60 ml é mais do que suficiente para até 42 dias de dieta. Também existe em forma de tabletes sublinguais.

A dieta de 500 calorias diárias funciona sem o HCG?

Funciona sim, mas muito lentamente, além de nos fazer perder massa magra, o que não acontece com o HCG: ele diminui a fome e acelera o emagrecimento, atacando diretamente a gordura. O HCG faz as células procurar energia estocada fora dos músculos. Para se ter ideia, com a dieta do HCG, podemos perder mais de um quilo por dia.

Esta “maravilha”, porém, tem um preço: é preciso seguir o protocolo rigorosamente, pois uma simples “escorregada” pode atrasar a perda de peso ou até levar ao ganho de uns graminhas diários com facilidade. É trabalhoso, mas vale muito a pena quando seguimos à risca o protocolo.

Fases da dieta

Existem quatro fases na dieta do HCG:

FASE 1: Início

Esta fase dura 48 horas e nela se toma o hormônio uma vez ao dia, mas sem dieta, comendo-se alimentos calóricos e ricos em gordura para que o corpo entenda que já existe gordura suficiente armazenada e que ele pode começar o processo de queima de gordura e emagrecimento.

Fase 2: Perda de peso
Nesta fase continua-se com o uso do HCG, mas a dieta passa a se restringir a 500 calorias por dia, consistindo em refeições pequenas e leves ao longo do dia, compostas por chás, vegetais, frutas e pequenas porções de carnes e ovos. É necessário beber muita água ou chá por dia para ajudar a eliminar as toxinas do organismo e combater a retenção de líquidos.

Esta fase dura no máximo 40 dias, podendo ser interrompida antes caso a pessoa atinja o peso desejado. Em geral, são eliminados de oito a dez quilos por mês.

Fase 3: Estabilização do peso
Ao atingir o peso desejado ou ao completar 40 dias de dieta, deve-se parar o uso do hormônio HCG e continuar a dieta de 500 kcal por mais dois dias para eliminar o hormônio do organismo e estabilizar o peso, estimulando o corpo a voltar ao seu metabolismo normal.

Fase 4: Manutenção do peso
Esta fase consiste no retorno a uma alimentação normal e variada, buscando o equilíbrio para que não ocorra um novo ganho de peso.

Minha preparação para a dieta

Quando comprei o hormônio, recebi junto com ele todas as indicações do que fazer para obter resultado com a dieta. De início, pensei em desistir diante de tantas restrições. Depois resolvi começar a fazer a dieta cetogênica uns dias antes, retirando carboidrato e açúcar da minha alimentação, até conseguir me adaptar ao cardápio de 500 calorias diárias. Foi somente aí que comecei a tomar o hormônio.

O prato deve conter sempre quatro tipos de alimentos: um tipo de vegetal, um tipo de proteína de 100 gramas, um tipo de fruta ou uma torrada. Os vegetais e proteínas nunca devem ser repetidos no mesmo dia. Deve-se retirar toda a gordura da proteína, pois na dieta é proibido ingerir óleos ou gorduras, bem como molhos em geral.

Alimentos permitidos

Vegetais: espinafre, acelga, rúcula, agrião, almeirão, mostarda, escarola, alface, couve, tomate, aipo (salsão), chicória, cebola, rabanete vermelho, pepino, aspargos, folha verde da beterraba, erva-doce.

Proteínas: vitela, bife, peito de frango, peixe branco fresco, lagosta, caranguejo ou camarão.  O queijo cottage pode ser usado algumas vezes no lugar da carne, mas outros tipos de queijo não são permitidos.

Observações: Consumir a proteína integral, não moer. 

Proteínas proibidas: salmão, enguia, arenque e peixes secos ou carnes ricas em gordura, conservas ou enlatados. Também são proibidos alimentos em conserva e embutidos, como salsicha, mortadela, calabresa, bacon, presunto, linguiça, defumados, conservas de palmito, azeitona, aspargos e tomate seco.

Frutas: maçã (verde ou vermelha), laranja, morango (8 unidades), toranja (meia por dia), limão (um por dia).

Observações: comer até duas frutas por dia, mas nunca todas ao mesmo tempo, e sempre consumir frutas frescas; não fazer suco das frutas, exceto o suco de um limão por dia; mastigar bem as frutas.

Carboidrato: o único permitido é torrada (duas unidades por dia). 

Temperos (à vontade): sal rosa, flor de sal, vinagre de maçã sem açúcar, mostarda em pó ou folha, alho, manjericão, salsa, coentro, cebolinha, tomilho, hortelã, cebola (roxa, branca, amarela), maca peruana, alecrim, sálvia, alho-poró, manjerona, gengibre, vinagre de maçã.

Bebidas (SEM AÇÚCAR): chás (menos de frutas e laxativos), café, água mineral, leite (apenas uma colher de sopa a cada 24 horas) – à vontade, no mínimo dois litros por dia. A água facilita a perda peso.

Dicas para um melhor aproveitamento da dieta

1. Se for mulher, inicie a dieta no quarto dia da menstruação, pois o hormônio HCG deve ser pausado durante o período menstrual, mas continuando com a dieta de 500 calorias ao dia.

2. Beba muita água ou chá, em média três litros por dia, para eliminar mais rápido as gorduras. Eu indico hibisco e chá verde, mas pode tomar qualquer chá diurético. Em caso de prisão de ventre, tome duas xícaras ao dia de chá de boldo com sene bem fraquinho. É muito importante tomar bastante líquido para eliminar mais rápido as gorduras. Houve um dia em que perdi mais de um quilo por ter tomado muito chá.

Minha avaliação sobre a dieta

Durante a dieta do HCG, eu não senti fraqueza nem insônia, aliás, não tive nenhum efeito colateral.
Minha intenção inicial com a dieta do HCG era eliminar 14 quilos, mas me contive com os dez, pois com o tempo fui, algumas vezes, fugindo do protocolo. Toda vez que eu consumia acima de 500 calorias por dia, obtinha pouco ou nenhum resultado. Então resolvi parar de tomar o hormônio. Para mim já era satisfatório voltar a usar as roupas que estavam no fundo do armário. E tudo isso em menos de 20 dias!

Parei o hormônio, mas continuei a comer apenas proteína e vegetais no almoço.

A dieta do HCG me trouxe mais disposição para viver. Hoje cuido melhor da minha alimentação. Faço jejum intermitente e prefiro alimentos naturais e low carb. Pratico musculação e caminhada quase diariamente.

Para mim, a dieta do HCG vale muito a pena se o hormônio for manipulado. O hormônio injetado é sempre um risco à saúde.

Para fazê-la, porém, é preciso ter uma disciplina espartana para ir até o fim comendo 500 calorias diárias e abrindo mão de doces e outros alimentos proibidos.

O resultado de tanto esforço é a eliminação rápida daqueles quilos extras que normalmente atrapalham a nossa saúde.

Se este texto fez sentido para você, deixe um comentário e se inscreva para receber todas as atualizações deste blog.

Conheça receita incríveis para secar!

Conheça receitas emagrecedoras e eficazes!

Publicado por Sol Antônia

Sol escritora de romances, língua portuguesa e livros de autoajuda.

Um comentário em “Como perdi dez quilos em menos de vinte dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: