Não deixe o amor passar…

Neste primeiro dia do ano, gostaria de fazer uma reflexão a respeito do amor genuíno entre duas pessoas. Muitas vezes, desejamos encontrar alguém, mas não qualquer um. Desejamos encontrar “aquela” pessoa, com quem teremos uma conexão especial e sem palavras: um simples olhar já revela tudo. Aquela pessoa que estará conosco em todos os nossos momentos porque realmente gosta da gente. Não é só atração física nem é só amizade: é tudo. É uma parceria para a vida inteira. Aquela pessoa que, apesar das diferenças, sempre encontrará em nós um motivo para fazer a relação valer a pena. Aquela pessoa que sempre busca um jeito de nos agradar como forma de agradecer pelo simples fato de estarmos em sua vida. Não aquele amor dos filmes e romances nem aquela coisa tórrida o tempo inteiro, um amor real, mas com sutilezas de “felizes para sempre”.

Acontece que não raro as pessoas encontram esse alguém, mas deixam passar pelos mais diversos motivos – motivos esses que na maioria das vezes são desculpas que no fundo revelam um medo inconsciente de amar e se entregar.

Todos somos frutos do meio social. Então, dependendo da nossa criação e da nossa percepção da vida desde a infância, vamos criando um modelo de relacionamento à medida que crescemos, principalmente com base na relação entre os nossos pais. Se eles tinham uma relação distante ou fria, por exemplo, teremos a tendência de construir relações em que não há entrega, como forma de proteção. Tendemos inclusive a ter dificuldade de demonstrar afeto até com as pessoas mais próximas da nossa família.

Por isso, é sempre bom refletirmos até que ponto estamos abertos para receber essa pessoa tão especial que queremos ter em nossa vida. Estamos prontos para receber e acolher esse amor? Se a resposta for sim, ótimo, basta continuar vibrando nesse amor que no tempo certo Deus o colocará em nossa vida. Se a resposta for não, uma dica é procurar se conhecer melhor e refletir sobre o quão amorosos estamos sendo para poder receber amor, porque só recebemos da vida aquilo que estamos doando. Se doamos amor, receberemos em troca o amor das mais diversas formas. Portanto, ser amoroso com todos, sem distinção, é o caminho mais fácil para ter uma vida amorosa plena e feliz.

Finalizo esta reflexão com o lindo poema de Carlos Drummond de Andrade, que dá título a esta postagem.

NÃO DEIXE O AMOR PASSAR

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: o amor.

Por isso, preste atenção nos sinais – não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Se este texto fez sentido para você, inscreva-se para receber todas as atualizações deste blog.

Desvende a mente masculina e conquiste seu amor próprio.

Publicado por Sol Antônia

Sol escritora de romances, língua portuguesa e livros de autoajuda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: