Tratamento natural da candidíase

Sabe aquela coceirinha desagradável que pode aparecer de repente nas partes íntimas? Ela geralmente é causada pela Candida albicans, fungo que habita nosso corpo de forma harmônica. Essa harmonia se desfaz quando o organismo fica em desequilíbrio em virtude de fatores como baixa imunidade, uso de antibióticos e anticoncepcionais, estresse, alimentação inadequada, além de fatores subconscientes. Em desarmonia, a cândida se reproduz de forma anormal, gerando uma infecção chamada candidíase. Existem basicamente cinco os tipos de candidíase:

1. Candidíase dermatoide: Ocorre na pele, sobretudo na virilha, nas axilas, nos dedos, ao redor do ânus, debaixo dos seios, no umbigo e no interior das coxas. Seus sintomas são erupções, vermelhidão, descamação e coceira.

2. Candidíase genital: Ocorre na vagina e tem como sintomas vermelhidão, inchaço, assadura, micção frequente, dor e queimação ao urinar, desconforto e dor durante a penetração, coceira, corrimento branco e irritação na vulva. Nos homens, alguns não apresentam sintomas, outros têm manchas vermelhas no pênis, edema leve, lesões em forma de pontos, coceira, corrimento branco ou amarelado na uretra e um leve incômodo após o ato sexual.

3. Candidíase intestinal: Seus principais sintomas são cansaço constante, mudança repentina de humor, irritação, prisão de ventre, fezes inconsistentes, dor de cabeça, dor nos músculos e no abdome e acne em adultos.

4. Candidíase oral (ou sapinho): Ocorre em bebês, nos primeiros meses, e não oferece riscos. Nos adultos, porém, é mais séria. Aparece como placas esbranquiçadas na boca, na língua e às vezes no céu da boca.

5. Candidíase sanguínea ou interna: É a forma mais séria da doença e afeta principalmente pessoas hospitalizadas e com o sistema imunológico severamente debilitado.

Dicas para prevenir e combater naturalmente a candidíase

A palavra cândida vem da mesma família de candura, doçura. E não é à toa. O fungo cândida prefere alimentos doces e amidos. Portanto, se você está com candidíase, evite consumir doces (incluindo certas frutas), massas e alguns vegetais leguminosos, como batata-inglesa.

Para combater a candidíase, primeiro você deve reprogramar sua mente. Pense em saúde, imagine-se saudável, sinta-se feliz e grata por ter um corpo totalmente são. Ao mesmo tempo, fortaleça o organismo com suplementos alimentares e uma alimentação saudável. Evite refrigerante, pois, além de ser repleto de açúcar, ele é altamente ácido para o organismo (inclusive os diet). Além disso:

  • Reduza o consumo de leite e derivados, bem como de alimentos que contenham glúten. Não é que você vá fazer isso pelo resto da vida, mas nesse momento é preciso ser um pouco radical. Lembre-se: açúcar, leite/derivados e glúten são os alimentos prediletos das leveduras e dos fungos.
  • Evite consumir frutas secas e castanhas (sobretudo uva-passa, banana-passa e tâmara, que contêm elevada quantidade de açúcar), bebida alcoólica, adoçantes artificiais, alimentos enlatados e embutidos.
  • Prefira alimentos crus, frutas, verduras e legumes. Coma bastante salada. Tempere a salada com cúrcuma, pimenta-caiena e óleo de coco. Use bastante cebola e alho. No lanche, prefira maçã. Ela contém potentes compostos anticândida.
  • Beba durante o dia bastante chá de dente-de-leão, unha-de-gato ou cipó-suma para melhorar a imunidade. O cipó-suma é muito poderoso para fortalecer o organismo.
  • Consuma suplementos com vitamina A, vitamina C, selênio, iodo, zinco, vitamina E, ferro e biotina. Prefira vitaminas naturais e minerais quelatos.
  • Tome probióticos – essas bactérias intestinais benéficas agem contra bactérias patogênicas, vírus e fungos.
  • Consuma óleos que contêm ácidos graxos ômega 3, 6 e 9, como óleo de peixe, óleo de prímula e óleo de linhaça.
  • Pratique exercícios físicos para melhorar a imunidade.
  • Vá à praia sempre que possível, pois o mar é rico em iodo e ajuda a melhorar a imunidade.
  • Localmente, faça lavagem com chá forte de orégano ou cravo-da-índia, sobretudo antes de dormir. O leite de magnésia, passado no local, também proporciona alívio na coceira. Durma com roupas leves e preferencialmente sem roupas íntimas, pois isso reduz a umidade no local.
  • Para combater o corrimento vaginal e a candidíase, tome bastante água de coco fresca durante trinta dias. O coco é rico em ácido láurico, um ácido graxo que no estômago se transforma em uma substância chamada monolaurina. A monolaurina mata fungos, bactérias, vírus e parasitas. O leite materno, considerado o melhor alimento do mundo, tem 19% de ácido láurico, enquanto o coco tem 47% desse ácido. O coco também é rico em ácido caprílico, que mata a cândida. O ideal é tomar uma colher de sopa de óleo de coco por dia, para melhorar a imunidade, bem como passar óleo de coco no órgão genital após o banho e antes de dormir.

Mesmo seguindo essas dicas, se não conseguir a cura natural da candidíase, sugiro que procure um médico ginecologista e, caso ele não indique, peça que prescreva a pomada Ginconazol, que tem na sua fórmula terconazol. Esta, para mim, é a mais eficaz contra candidíase, sobretudo a de repetição. 

Causas inconscientes da candidíase

Sobre as causas inconscientes ou emocionais da candidíase, você pode fazer a si mesma a seguinte pergunta: “O que meu subconsciente está tentando me dizer com esta doença?” Aos poucos a resposta virá e você tomará consciência. A causa pode estar em uma raiva que você abriga dentro de si, mesmo que tente esconder. Provavelmente você está frustrada, dispersa, é muito exigente e desconfiada. Se esse for o seu caso, será que não é a hora de repensar suas atitudes, tratar-se com mais amor e enxergar a vida com mais doçura? Especificamente sobre a candidíase genital, como está a sua relação com seu(sua) parceiro(a)? Você está satisfeita nesse relacionamento? Não é hora de parar e conversar a respeito dos seus desejos e prioridades?  

No livro “Cure seu corpo”, Louise Hay nos dá uma afirmação para ser feita várias vezes ao dia para a limpeza subconsciente visando à cura da candidíase:

“Permito-me ser tudo o que posso. Mereço o melhor da vida. Amo e aprecio a mim mesma e aos outros”.

Outra sugestão é praticar o ho’oponopono, limpando assim qualquer mágoa que esteja guardada no inconsciente.

Buscar a harmonia e o equilíbrio físico, mental e emocional é essencial para encontrar a cura, independentemente das questões que você deseja resolver.

*Informações retiradas do livro Quem eu era antes de mim mesma – Guia prático para se tornar uma mulher completa e encontrar o grande amor da sua vida, p. 141-146.

Segredos masculinos: Desvende a mente masculina e conquiste seu amor próprio.

Se este texto fez sentido para você, inscreva-se para receber todas as atualizações deste blog.

Publicado por Sol Antônia

Sol escritora de romances, língua portuguesa e livros de autoajuda.

Um comentário em “Tratamento natural da candidíase

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: